quarta-feira, 18 de novembro de 2009

É mais fácil culpar..


Ontem (17/11/2009) o ministro da Fazenda Guido Mantega citou alguns estudos e disse que o dólar de equilíbrio no Brasil seria R$ 2,60, e ele comentou: "Poxa, já pensou o dólar a dois reais e sessenta centavos, como o produto industrial Brasileiro para ser exportado ficaria tão competitivo".

É verdade, ele tem razão, o dólar a R$ 2,60 faria que os produtos ficassem mais baratos e competitivos para o mercado externo, mas ele não falou que se o dólar "pular" para R$ 2,60 daria inflação e o Banco Central teria que subir os juros.. porém independente disso, tem outra história, o dólar está enfraquecido, a moeda americana está em declínio e desvalorizou-se a praticamente todas as moedas do mundo.

Os grandes países exportadores de minérios e produtos agrícolas e que recebem muita entrada de dólares, tiveram suas moedas fortalecidas.

Chegamos ao ponto chave: O real está valorizado, e agora? Como é que se deve fazer para conter a alta do dólar? Tendo vista que o enfraquecimento da moeda americana é um problema mundial.

Podemos ter várias ações, e elas não dependem da conjuntura internacional e não dependem do dólar, depende só da gente, veja:

Quando o Ministro da Fazendo disse: "Oh, imagina o dólar a R$ 2,60 como não seria competitivo o exportador Brasileiro", ele poderia ter dito: "Imagina se não pagassem impostos, ou se pagassem muito menos impostos, como o exportador Brasileiro seria competitivo".

É isso mesmo, a carga tributária do Brasil é muito alta, e o exportador Brasileiro fica em desvantagem, e só com a carga tributária.

No mundo inteiro a regra é a seguinte: "Não se exporta imposto", mas como o Governo não quer tirar a mão do bolso alheio.. é mais fácil culpar o dólar.

Não é a toa que o Brasil aparece tão "bem" colocado naquela lista de corrupção.. rá, nojentos!

Eu no Twitter (@IcaroQ)

1 comentários:

Helicelio Matias disse...

Exatamente meu caro colega, como a tributação do II e IE são exceção à legalidade, à anterioridade e à noventena, não é posível reajusta-las, sendo esses tributos de natureza extrafiscal, que tem como função: disciplinar a situação econômica e proteger a industria nacional.

Sei, sei...

Um abraço.

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | cna certification