quarta-feira, 4 de novembro de 2009

É tudo ou nada, de olho no orçamento pessoal


Equilibrar as contas pessoais é fundamental para a paz financeira

O que é orçamento pessoal?

Um orçamento é um plano que ajuda você determinar e controlar os gastos. Se suas despesas são muito altas ou se você quer investir mais, reveja seu orçamento pessoal e identifique onde você pode cortar gastos. Quanto mais simples e realista for seu orçamento, maior será a chance de você controlá-lo.

Como fazer um orçamento?

O canhoto do seu talão de cheques pode lhe dar muitas informações a respeito de seus gastos, mas você poderá se confundir um pouco para identificar despesas pagas com o cartão de crédito ou dinheiro. Por exemplo, você pode não saber quanto gasta na feira ou no cinema. Há um jeito fácil de resolver isso. Passe alguns meses anotando tudo o que você paga com dinheiro ou cartão de crédito - faça o registro no ato, logo depois de pagar a despesa.

Ao final de cada mês, você poderá se valer do bloco de notas e do talão de cheques para fazer uma estimativa realista de quanto deverá dispor mensalmente para arcar com suas despesas. Se você esqueceu de anotar algum gasto, tudo bem, não é o fim do mundo. Pense no funcionamento de uma dieta. Se você sair dela por um dia, não significa que deverá abandoná-la. Siga dali em diante.

É importante também saber diferenciar as suas despesas fixas de suas despesas variáveis. Uma despesa fixa é um valor ou um pagamento já contratado que deverá ser desembolsado, como por exemplo, a prestação do carro. Já uma despesa variável é um valor que é desembolsado conforme o uso. Um exemplo de despesa variável são as idas ao cinema.

O primeiro passo para fazer o orçamento pessoal é separar por itens as despesas e totalizar quanto gastou no mês em cada item.

Para você ter uma idéia de onde está indo o dinheiro e repensar sobre seus gastos, é interessante multiplicar o valor das despesas mensais de cada item por 12.

Vamos a um exemplo?

Se você está gastando R$ 120,00 por mês no cabeleireiro, significa que gastará R$ 1.440,00 (12 x 120) por ano. É muito dinheiro, não é? Mas, se você quiser, é possível fazer uma economia. Não estou dizendo para você não ir mais ao cabeleireiro. Economia não significa não poder se cuidar mais ou se privar de algumas "dondoquices". Mas você poderá ir a cada dez dias, ao invés de uma vez por semana. Não fará tanta diferença e você economizará R$ 30,00 por mês ou R$ 360,00 por ano. Com este valor, é possível comprar uma bela bolsa ou aumentar a poupança.

Entende agora como pequenas mudanças nos hábitos de consumo vão lhe proporcionar um
futuro financeiramente melhor? Faça uma análise do seu orçamento.

É tudo ou nada galera, e tratando de dinheiro eu prefiro o "TUDO"

Eu no Twitter (@IcaroQ)


Créditos: Sandra Blanco é consultora financeira e trabalhou na Merrill Lynch, nos EUA. Fundadora do primeiro clube de investimento feminino brasileiro, Sandra assina a coluna do portal que tem foco na educação financeira para mulheres.

2 comentários:

Srta.Lua disse...

até que não estou tão fora do padrão, mas creio que seu blog poderá me ajudar ainda mais nos ajustes! rs
bjs

Icaro Queiroz disse...

Obrigado pela visita e comentário.

Que maravilha, o objetivo deste blog é esse, auxiliar cada leitor(a) a conseguir uma melhora em suas finanças.. e ainda poder ficar sabendo das notícias do Mercado, Política e afins.

Forte abraço.

Icaro Queiroz

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | cna certification