sexta-feira, 26 de março de 2010

Eleições, juro, inflação, tudo junto e misturado

Em tempo de eleições, qualquer ação é pensada e repensada, tudo para surtir um efeito popular. Agora vamos combinar, mais impopular que o aumento no juro, só a inflação mesmo.

É consenso no mercado que a taxa de juro vai subir, há apenas uma divisão em quando isso irá acontecer. Ninguém acha que não vai subir. Abril está aí, e o que parece é que o juro vem com ele, crescendo, aumentando, enfim, Brasil.

Agora, existe um fato que está ao derredor de tudo isso, as eleições. Isso mesmo, em ano de eleição ninguém quer por a cara pra bater, todos se escondendo atrás de um sorriso falso que consigo trás uma mordida, tão forte e duradoura como a mordida do leão (IR).

Muita gente no governo não quer subir taxa de juros não, por isso ser impopular, tanto com os empresários, gente do governo (o ministério da Fazenda é contra), porém mais impopular ainda é a inflação.

E se a inflação subir irá afetar diretamente no humor dos eleitores, logo, acredito que os juros vão subir. É preferível evitar que a inflação suba do que correr atrás do prejuízo depois.

Imagine a inflação subindo em meados de Setembro/Outubro, no pico de decisão do eleitorado, momentos antes do eleitor ir às urnas. Imaginou? Os políticos tem medo disso, então, certamente irá subir a taxa de juros. Provavelmente em Abril isso já aconteça.

A decisão é estritamente técnica, até o presente momento o Banco Central tem decido com independência, mesmo com pressão política e com o ministério da fazenda criticando a taxa de juros alta, então acho que o Banco Central vai continuar decidindo com independência.

Nisso tudo uma coisa é certa: O mercado está atendo, e como tudo é especulação, só em falar no aumento de juros... o resultado é pago por mim e por você.


É isso, Brasil 2010.

Eu suspenso no Twitter (@IcaroQ)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | cna certification